Category Archives: aventuras na cozinha

Aventuras – e desventuras – na cozinha. O caso do pão de queijo

Resolvi criar uma nova série aqui no blog e compartilhar com vocês minhas ‘aventuras – e desventuras – na cozinha”. A ideia não é assim tão nova, um dos projetos do blog no início de 2013 foi a série “desafio culinário”, que teve apenas dois episódios (ambos bem-sucedidos): as panquecas da Marilda e o bolo de milho da mãe da Karla.

Pois bem, vamos ao episódio de hoje: o caso do pão de queijo.

IMG_2591[1]

Quem me conhece sabe que não sou lá muito talentosa na cozinha. Também não sou mais nenhum desastre, dou conta dos almoços diários e de um bolo ou outro de vez em quando. Aprendi a cozinhar depois de casada, tendo o Felipe como professor (sim, minha gente, o marido domina a arte da culinária). Não cheguei ainda muito longe, mas acho que tenho potencial (ou não).

Pois bem, resolvi hoje tentar uma receita básica para todo mundo menos para mim: pão de queijo. Não é segredo para ninguém que eu amo pão de queijo e que, se pudesse, ele seria um item elementar da minha dieta. Também não é segredo que o filho compartilha comigo dessa paixão. Portanto, nada melhor que aprender a fazer pães de queijo deliciosos para o café da manhã da casa, certo?

Os ingredientes já estavam comprados há alguns dias e hoje, domingo véspera de feriado, acordei com a inspiração para tentar uma receita. E, na falta de uma receita caseira, recorri à internet.

A coisa não começou mal: fervi a água com o óleo e o sal, joguei no polvilho doce, misturei, esperei esfriar um pouco – mas não muito, misturei os ovos. Mudei de vasilha porque escolhi uma pequena demais e misturei o queijo ralado. Mexi a massa por algum tempo, talvez tempo demais, já que havia esquecido de untar a forma e tive que pedir socorro para o marido. Fiz as bolinhas, coloquei nas formas (foram 35 bolinhas, duas formas) e colocamos (plural porque o marido ajudou) no forno: 35 minutos, 200º.

35 minutos depois e as bolinhas não pareciam douradas o suficiente. Aumentamos o forno e deixamos mais uns 20 minutos. Resultado: pães de queijo lindos…

IMG_2591[1] IMG_2592[1]

e duros 😦

A segunda fornada ficou um pouco melhor: não aumentamos o fogo e deixamos o tempo recomendado apenas, apesar da cara “pálida” dos pães de queijo. Eles não ficaram feios, nem ruins, mas não ficaram os melhores pães de queijo do mundo como eu esperava, rs.

Pois é minha gente, o primeiro caso da nova série não é um caso de sucesso. E, para falar a verdade, não tenho certeza se vou tentar o pão de queijo de novo. Sim, sou apaixonada por eles e sim, gostaria de pães de queijo fresquinhos no café da manhã. Mas o trabalho de fazer está meio alto considerando a facilidade de comprar…

Receita do dia: pão de queijo

  • Nível de dificuldade: fácil
  • Nível de dificuldade para mim: quase impossível
  • Resultado: meia-boca

Bom, por hoje é só pessoal!

Ah, aceito dicas e conselhos de quem tem mais tempo – e talento – na cozinha!

Advertisements